Recesso de fim de Ano: Dicas para gastar bem

13.11.2019 (Tempo de leitura: 10 minutos)

Blog

Estamos chegando nos últimos meses de 2019 e com ele o recesso de fim de ano tão esperado pelas famílias. Nada de trabalho, nem de escola. Agora é hora de descansar, preparar a festa de Natal e arrumar sua vida financeira para enfrentar o ano que vai chegar.

A tentação de gastar é grande, afinal temos nosso 13º salário no bolso e com as festas, presentes e férias pela frente, esse dinheiro voa mais rápido que um avião.

Todo ano essa situação se repete. Enquanto algumas pessoas pensam em gastar, outras preferem poupar para começar o ano novo com alguma reserva. Evite gastar demais para que não seja preciso entrar em um empréstimo para cobrir suas despesas e começar o ano novo já endividado.

Qualquer pessoa espera que no novo ano muitas coisas mudem para melhor. Será preciso ser mais organizado e econômico para que certos erros não sejam cometidos novamente. Você sabe que não quer passar mais por necessidades que poderiam facilmente serem evitadas. Ajuda bastante ter mais planejamento e criar a motivação.

Que tal seguir algumas dicas para que sua vida nova seja bem mais agradável e descomplicada?

Como administrar os gastos extras

Como não poderia deixar de ser, todo fim de ano os gastos aparecem uns atrás dos outros.

São as festas tradicionais, presentes, as férias das crianças, material escolar, uniformes e os impostos que sempre trazem surpresas como o IPVA do carro, seguro e o IPTU da sua casa.

Sem dúvida alguma, as festas e outras comemorações, inclusive no trabalho, trazem despesas com comida e presentes. Claro que é gostoso poder participar, mas é preciso muito cuidado com os exageros para que eles não acabem gerando dívidas para um ano próximo que nem ao menos começou.

Tenha uma atenção redobrada com as compras de fim de ano. É uma data festiva, mas também uma grande tentação para gastar. Muito controle com sua carteira e principalmente com seus cartões de crédito.

Determinadas atitudes deverão ser tomadas:

  • Antes de comprar os presentes pesquise pela internet onde está mais barato
  • Tente antecipar suas compras para que consiga preços melhores em diversas lojas
  • Tenha em mãos uma listinha com o que vai comprar e até quanto poderá gastar
  • Pague sempre à vista e peça desconto
  • Procure evitar o uso do cartão de crédito e fuja dos parcelamentos “sem juros” que ele oferece

Planeje tudo o que pretende fazer

O planejamento de um orçamento doméstico é a coisa mais importante que uma família deve fazer e claro, seguir rigorosamente o que foi planejado anteriormente. Ninguém consegue manter um orçamento equilibrado sem um planejamento financeiro adequado.

Com ele você terá em mãos todos os gastos correntes e desse modo saberá quanto restará para que possa passar as festas de fim de ano. E, quem sabe, até umas férias com as crianças e o marido/esposa para realmente descansar.

Nesse planejamento também precisa estar incluída a possibilidade de gastos extras para uma emergência e até um dinheiro para poupar. Afinal, o ideal mesmo é poder investir uma parte da sua renda extra com o 13°, não é mesmo?

Utilize o seu 13º salário para pagar suas dívidas

Claro que nos dias de hoje, com nossa situação econômica tão difícil, se meter em dívidas não é coisa rara. Muitos brasileiros estão endividados, sendo que alguns até ultrapassaram certos limites por pura falta de um planejamento financeiro.

As pessoas que têm direito a receber um 13º salário podem pensar logo que as festas de fim de ano vão ser caprichadas, só pensam nesse dinheiro para ser usado nas comemorações de fim de ano.

Não é bem assim, uma pessoa organizada deve ter como primeira prioridade o pagamento de suas dívidas pendentes, para que o próximo ano seja mais tranquilo e possa dessa maneira trazer uma vida melhor para a família.

É claro que não pretendemos que você pague todas as suas dívidas e não tenha um Natal e um Ano Novo como deve de ser. Porém, é de suma importância que uma parte desse 13º salário seja aplicado no abatimento de alguma pendência.

Faça um cálculo sério e veja quanto realmente poderá ser gasto com as festividades e presentes. Nunca ultrapasse o valor inicialmente estipulado.

Saiba como planejar uma viagem de férias

As crianças têm alguns dias de férias e seria interessante dar a elas um descanso, uma mudança de ares. Não precisa ser uma viagem longa, mas algo que as deixem felizes em sair de casa. As crianças se divertem com qualquer novidade e mesmo uma viagem curta ao interior será uma novidade inesquecível para elas.

Viajar no Natal costuma ser mais barato, exatamente o oposto do Réveillon onde os preços sobem assustadoramente. Procure, se possível planejar suas férias para a baixa temporada e compre os pacotes sempre com antecedência, pois os preços serão bem melhores.

Você pode garantir uma viagem de final de ano fazendo um planejamento de meses. Digamos que é esse o objetivo, então que tal guardar um pouco de dinheiro por dia?

Não precisa ser uma soma vultosa, claro. Digamos 10 ou 15 reais por dia. Um dinheiro que você economiza do almoço na rua ou que sobrou de uma compra. Isso parece muito pouco? Você é que pensa! Some esses valores até o fim do ano e veja quanto você terá disponível para suas sonhadas férias.

Conclusão

É fundamental ter um planejamento sério para enfrentar o fim do ano. Com certeza é a época do ano em que mais se gasta dinheiro. Muitas pessoas não pensam no próximo ano que chegará e com toda certeza ele virá com despesas pesadas com material escolar, impostos e sabe se lá o que mais.

Poderão existir gastos inesperados, muito difíceis de calcular e de prever no seu orçamento doméstico. Devemos sempre ter uma reserva estratégica para esses casos. Por esse motivo é fundamental seguir à risca o orçamento planejado, para que o próximo ano comece no azul e sem estresse para você e sua família.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos

Compartilhe no Facebook

Tem alguma dúvida ou depoimento? Compartilhe nos comentários

Também pode se interessar por