Quando financiar um carro?

18.6.2019 (Tempo de leitura: 10 minutos)

Blog

Segundo informações do Departamento Nacional de Trânsito, no Brasil há 1 carro para cada 4 habitantes. Ainda longe de ser uma Singapura, que tem mais de 1 automóvel por pessoa, o brasileiro, ao longo de sua vida, chegará em um momento em que terá que adquirir um veículo.

O automóvel é utilizado no dia a dia do brasileiro para diversas coisas, como ir ao mercado, trabalhar, entre outros. E, com o tempo, a tendência dos veículos é perder valor de troca, além de gerar gastos com manutenção. Por isso é bom saber: qual é o melhor momento para trocar seu carro usando um financiamento? Se você não sabe a resposta para essa pergunta, então é bom conferir o que temos a seguir.

Financiamento e consórcio

Quem vai financiar um carro certamente já ouviu falar de consórcio. A outra modalidade de adquirir dinheiro para comprar um veículo, o consórcio, tem a seu favor o fato de não contar com uma taxa de juros. Por outro lado, o financiamento não tem taxa de administração, o que favorece essa forma de empréstimo.

Mas antes de financiar um veículo é muito bom analisar alguns pontos. Eles podem ajudar você a saber se realmente é um bom momento para entrar em um financiamento de carro ou se é melhor postergar. Será que é bom adquirir um veículo agora ou é mais prudente poupar o seu dinheiro?

Gastos com manutenção devem ser levados em conta

Todo carro gera manutenção. Se você está andando com seu veículo possivelmente botou gasolina nele. Além do combustível, há documentações, como IPVA, seguro DPVAT, entre outras taxas. Isso sem mencionar os pneus, troca de óleo, filtros e muitas outras peças que precisam ser trocadas.

Quando você pensa em entrar em um consórcio para adquirir um carro, ou então financiar um veículo, é bom que leve esses pontos em consideração. Se você não tem muito dinheiro sobrando no final do mês, então é melhor postergar o seu novo automóvel. Afinal, se não sobram recursos, as manutenções dificilmente serão realizadas.

Portanto, o primeiro ponto a ser analisado por você é o fato de ter condições de arcar com os custos de um automóvel. A melhor forma de fazer isso é sentar e simular os gastos que terá com o seu novo veículo. Se o custo do novo carro for inferior a vantagem que ele trará para você e a sua renda que sobra mensalmente, então pode ser um bom momento adquirir um carro.

Caso esteja pensando em comprar um usado, não tem problema. O importante é você conferir a cotação do veículo na Tabela Fipe e saber se o preço está justo ou não. O ponto positivo do carro usado é que o valor dele é mais baixo, por outro lado, seu custo de manutenção pode ser maior quando comparado ao automóvel novo.

Carro novo ou usado?

Quando alguém vai trocar de carro é comum a dúvida: o que é melhor, um carro novo ou usado? Isso é outro ponto que pode ajudar você a poupar recursos na hora que for adquirir um veículo. Se o seu veículo está muito antigo e vem dando muita manutenção, talvez seja hora de obter outro.

As peças dos carros não duram toda a eternidade, então eventualmente você terá que trocar as de seu veículo. E, geralmente, esse custo não é muito barato. Então se você está nessa situação, é bom que analise bem as opções que tem no mercado. Seja em novo ou usado, você pode financiar o automóvel que tem interesse.

O ponto positivo do carro novo é que você, em teoria, não precisará fazer manutenção tão cedo. Já o usado deve ser bem analisado e, de preferência, levado até o seu mecânico de confiança. Hoje em dia as empresas de vistoria já disponibilizam a modalidade cautelar. Nela são puxados diversos dados de veículo que você quer comprar, e é possível confirmar a procedência do automóvel em questão.

Por fim, independente de adquirir um novo carro ou um usado, lembre-se de analisar os custos que você terá ao comprar um veículo. E veja se conseguirá pagar as parcelas do seu financiamento. Assim estará com tudo organizado para, quando os gastos vierem, conseguir dar conta sem problemas.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos

Compartilhe no Facebook

Tem alguma dúvida ou depoimento? Compartilhe nos comentários

You might by interested