Bancos Digitais: Vale a pena?

30.10.2019 (Tempo de leitura: 10 minutos)

Blog

Os bancos digitais chegaram com tudo, oferecendo bons serviços e a facilidade de poder controlar tudo pelo computador ou celular. Eles valem a pena?

Estamos em plena era das fintechs, que são empresas que focam na inovação tecnológica especificamente no setor financeiro. Um dos principais focos dessas empresas são os Bancos Digitais.

No ano de 2011 o Conselho Monetário Nacional (CMN) baixou uma medida que autorizou aos bancos oferecerem um produto inovador aos seus clientes: contas correntes movimentadas exclusivamente por meios eletrônicos.

Isso permitiria que os clientes ficassem isentos de cobranças de várias taxas, pois a movimentação seria exclusivamente através de caixas eletrônicos, celulares e internet.

Muitos desses bancos digitais são realmente gratuitos, você não paga pelos saques, não paga pelas transferências tipo DOC e TED e muito menos anuidades nos cartões de crédito.

Alguns preferem trabalhar com tarifas bastantes mais baixas que seus concorrentes tradicionais e dar gratuidade apenas em alguns casos.

Para uma pessoa abrir uma conta em um banco digital é um processo bastante rápido e simplificado. O serviço de apoio que o cliente recebe vai desde as redes sociais, vídeo-chamada até o tradicional telefone.

Esse tipo de banco vem agradando principalmente as novas gerações que precisam de um atendimento dinâmico, sem filas, sem ser pressionada a comprar certos produtos bancários para ter direito a outros como nos bancos tradicionais.

Mas eis que surge a pergunta: então vale a pena abandonar os bancos tradicionais e optar pelos digitais?

O que é um banco digital exatamente?

Um banco digital é uma instituição financeira altamente tecnológica que não tem um serviço de atendimento físico. Da abertura de uma conta até a solução das dúvidas são tratadas pelo computador e pelos seus aplicativos.

É uma proposta nova já em uso em todo o mundo e tem como intuito baixar as tarifas bancárias e ser dinâmico.

Podem ter vários nichos de atuação além das contas digitais, como investimentos, seguros, consórcios e claro, os cartões de crédito.

Como escolher o melhor banco digital?

Existem uma série de opções quando você se decide a ter uma conta digital. Citaremos os principais pontos a serem colocados na balança:

  • Custo das tarifas cobradas: Alguns bancos digitais são completamente gratuitos, mas alguns cobram determinadas tarifas.
  • Pagamentos: Vários bancos digitais oferecem a possibilidade de pagar através de débito automático.
  • Qualidade do aplicativo: Os bancos com melhor e mais fácil interface devem ter a sua preferência.
  • Parcerias com lojas: Alguns bancos oferecem parcerias interessantes com lojas que concedem descontos com retorno do mesmo, o famoso cashback ou mesmo pontos.
  • Atendimento: É importante que o atendimento seja fácil e rápido para que você tenha suas dúvidas respondidas de imediato

Quais os bancos digitais que tenho a disposição?

Existem vários bancos digitais no Brasil e seu número vem aumentando. As informações abaixo são meramente ilustrativas, pois muitas vezes sofrem alterações por parte das instituições.

Citaremos alguns dos mais conhecidos para sua escolha:

  • Banco Next

    O Banco Next tem como controlador nada menos que o Bradesco. Com essa conta você poderá gozar de descontos em várias plataformas de consumo como o Uber, AirBNB e iFood.

    Existem três tipos de contas, o que diferencia uma da outra é o tipo de cartão fornecido.

  • Banco Original

    Foi uma das primeiras instituições a oferecer um serviço completamente digital, com a disponibilidade de cartão múltiplo (funções crédito e débito).

    O Banco Original cobra uma pequena mensalidade, mas caso sua movimentação tenha um certo volume se tornará isento. O banco oferece TEDs ilimitados e saque na rede de bancos 24 horas. Depósito via boleto, pagamento de contas e investimentos.

  • Agibank

    Começou em 2013 a trabalhar com contas correntes em geral e após um grande investimento em tecnologia atingiu a fantástica marca de 1 milhão de clientes. É um banco gaúcho com forte crescimento no mercado.

    Banco Inter

    É no momento o maior banco digital do Brasil e vem crescendo em ritmo impressionante. Sua conta digital permite a você fazer TEDs gratuitos e sem limites, saques ilimitados na rede 24 horas, depósitos via boleto nas casas lotéricas e depósitos em cheque através de imagem. Dispõe de contas para pessoas jurídicas, sendo uma boa opção para quem tem uma MEI.

  • Nubank

    O Nubank é uma startup criada em 2013 e no inicio ficou conhecida pelo seu cartão de crédito na cor roxa. Em 2017 finalmente lançou sua conta digital a NuConta. Ela não tem nenhuma tarifa e dá direito a TEDs ilimitados. O seu dinheiro em conta rende 100% do CDI o que a torna bastante interessante.

  • Sofisa Direto

    O Sofisa oferece uma conta digital com cartão de débito que dá direito a até 4 saques na rede 24 horas. O grande diferencial do é a possibilidade de investir a partir de R$1,00 em qualquer modalidade de aplicação de renda fixa oferecida pelo banco.

    O Sofisa Direto oferece cartão de débito e até quatro saques mensais gratuitos na rede 24h. Permite fazer depósitos via DOC, TED e depósitos de cheques por imagem.

O que acontece se um Banco Digital quebrar?

Os bancos digitais estão começando a entrar pesado no mercado financeiro e milhares de pessoas cansadas de pagar tarifas aos bancos tradicionais estão migrando para essas novas instituições. Mas se acontecer alguma coisa grave e os bancos digitais quebrarem, o que acontece?

O Banco Central do Brasil tem o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) que é uma garantia especificamente nesses casos, tanto para os bancos tradicionais como para os digitais.

Caso ocorra uma situação com essa gravidade, o Banco Central decreta a falência e bloqueia o dinheiro do banco para que todos os clientes sejam ressarcidos. O FGC porém, só garante que você receba até 250 mil reais do dinheiro em conta ou em investimento por CPF.

+ Pontos Positivos

Sem dúvida alguma ter uma conta em um banco digital é encontrar um pouco de paz na sua vida financeira. Nada de filas, de horários, de insinuações do gerente que só tem interesse em empurrar os produtos do banco para de você.

Em um banco digital você está conectado ao aplicativo 24 horas por dia e tem todas as opções com clareza e rapidez, além de um atendimento eletrônico impecável.

- Pontos Negativos

Pensando bem, os pontos negativos são relativos. Talvez você possa se queixar que não existe aquele contato pessoal com seu gerente. Caso precise de um aumento no limite do cartão ou mesmo alguma facilidade para conseguir a aprovação de um empréstimo.

Nos bancos digitais você é atendido pelo chat, uma coisa obviamente bem mais fria e as negociações são automáticas, não adianta esperar uma certa facilidade por parte da atendente.

Mas isso é muito pessoal e as vantagens desses bancos em geral são infinitamente superiores aos bancos tradicionais. Uma conta digital vai permitir uma economia enorme em se orçamento doméstico o que na verdade é a intenção de quem procura um banco digital.

Gostou deste artigo? Compartilhe com seus amigos

Compartilhe no Facebook

Tem alguma dúvida ou depoimento? Compartilhe nos comentários

Também pode se interessar por